“O Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA) está estruturado para oferecer serviços de reabilitação e programas de bem-estar ao longo da vida das pessoas.”

Localização: Alcabideche, Rua Conde Barão, 45 min de distância de carro da FCT-NOVA

Missão:

  • Promover a máxima funcionalidade;
  • Valorizar e potenciar as capacidades de cada indivíduo;
  • Contribuir para formação de profissionais e para a investigação científica;
  • Prestar cuidados em MFR com elevado grau de humanização e qualidade em tempo útil;

Equipa: Cerca de 500 colaboradores, de entre os quais Médicos, Enfermeiros, Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica, Assistente Social, Psicólogos, Animadores Socio Culturais, Educadores e professor de 1ºCiclo, Auxiliares de Ação Médica e Administrativos.

Áreas de estudo e atuação: Análise Laboratorial de Postura e Marcha, Análise Laboratorial da Posição de Sentado, Avaliação Clínica de Condução em Simulador, Baropodografia Computorizada, Reabilitação Percetiva e Cognitiva, Treino de Marcha Suspensa Robotizada, Treino de Marcha Submersa, Realidade Virtual aplicada à Reabilitação, Desenho, construção e adaptação costumizada de dispositivos ortoprotésicos.

 

Meios complementares de diagnóstico:

  • Centro de mobilidade (tem como objetivo a criação de formas alternativas de condução para pessoas com deficiência);
  • Laboratórios de marcha (visa a monitorização de casos clínicos com situações especiais, avaliados e analisados, integrando os achados biomecânicos com o diagnóstico e aplicação clínica. São efetuados diversos exames, desde o registo videográfico do ortostatismo e da marcha à posturografia);
  • Laboratório de Análise da Posição de Sentado (LAPOSE) (utiliza um sistema computadorizado de análise de pressões e uma vasta gama de sistemas e dispositivos de posicionamento e segurança, de forma a obter o posicionamento mais cómodo, mais funcional e mais seguro para cada pessoa na cadeira de rodas);
  • Estudos Urodinâmicos (contribuem para a avaliação, orientação terapêutica e seguimento de pessoas com bexiga neurogénica de variadas etiologias, orientando os clínicos para o treino vesical adequado a cada indivíduo);
  • Fisiopatologia Respiratória;

 

Projetos: O Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão conta com várias parcerias em diversos projetos de investigação nacionais e internacionais. Colabora regularmente em projetos educacionais e de investigação com diversas escolas superiores e universidades, no âmbito das ciências da saúde, desporto, biomecânica, engenharia, ergonomia e design.

Os nossos estagiários

Daniela Martins

Estágio PIPP Realizado em 2020

Duração do estágio: 80 horas

No que consistiu o estágio? Tiveste que desenvolver algo ou tratou-se de um estágio de carácter observacional?

No âmbito da unidade curricular Programa de Introdução à Prática Profissional em Engenharia Biomédica (PIPP), realizei um estágio de observação não remunerado no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA). O meu estágio foi feito sob a orientação do Engenheiro Biomédico Tiago Robalo. Ao longo do tempo que estagiei tive a oportunidade de visitar serviços variados, nomeadamente, o Laboratório de Marcha, Lokomat, Desporto Adaptado, Terapia da Fala, Centro de Recursos Técnicos (CRT), Ortoprotesia, Gabinete de Acesso aos Computadores de Comunicação Aumentativa (GACCA), Terapia Ocupacional, Centro de Mobilidade, Exoesqueleto e Laboratório de Análise à Posição de Sentado (LAPOSE). Apesar desta experiência ser maioritariamente observacional, apresentou um carácter muito importante a nível interpessoal, pois, pela primeira vez, tive contacto com uma realidade, com a qual espero lidar futuramente e conheci pessoas com um espírito lutador e com vontade de ultrapassar qualquer obstáculo. Como proposta do coordenador de estágio, em conjunto com os meus colegas que também estagiaram no CMRA, desenvolvemos uma tabela de necessidades em dois softwares distintos: um para o computador, Grid 3 e o outro para o dispositivo móvel, PtMagicContact. Esta plataforma foi desenvolvida para uma pessoa que sofreu um AVC com sequelas de hemiparesia direita com afasia global, com o objetivo de conseguirem comunicar no seu quotidiano. Para além disto, também nos foi proposto um trabalho de pesquisa sobre novos softwares compatíveis com o PC e Apps Smartphone para um doente com ELA (esclerose lateral amiotrófica) ou LVM (lesões vertebro medulares) com tetraparesia alta (sem movimentos ativos dos membros superiores e inferiores).o.

O estágio realizado foi ao encontro das tuas espectativas?

O estágio que realizei foi de encontro às minhas espectativas, uma vez que tive a oportunidade de conhecer alguns dos procedimentos associados às diferentes formas de reabilitação.